Acesse o Diário Oficial do Estado

Acessar

Primeiro Planejamento Estratégico da história da Casa Civil é disponibilizado para consulta

Arte informa sobre novo planejamento

A Secretaria da Casa Civil disponibilizou na última semana o documento final com o Planejamento Estratégico realizado pela pasta (clique para ler) que definiu os seus 16 objetivos estratégicos e as diretrizes para sua atuação até o ano de 2022. “Temos realizado a reestruturação da Casa Civil desde o inicio da atual gestão e no documento definimos as prioridades para o aperfeiçoamento da área-fim da secretaria, principalmente para uma maior interlocução com a sociedade. E a importância desse Planejamento Estratégico é ainda maior por ser o primeiro da história da secretaria”, destaca o secretário da Casa Civil, Alan Tavares.

“Foram ao todo 13 meses de trabalho, onde mapeamos todos os fluxos de processos da Casa Civil, pensamos sobre as atribuições da pasta, delineamos projetos relevantes. Acreditamos que fará muita diferença na qualidade do trabalho que é desempenhado pela secretaria”, diz o superintendente de Gestão Integrada da pasta, Renato Meneses, que coordenou a produção do plano.

Para a elaboração do documento uma Comissão de Planejamento Estratégico foi a responsável por reuniões, entrevistas, oficinas, aplicação de questionários e diversas outras ações que buscaram envolver todos os servidores da pasta. “Nós buscamos a participação de todos os departamentos e, com base no regimento interno da Casa Civil, traçamos onde queremos chegar, as melhorias que cada área pode implementar, o posicionamento que a secretaria terá perante a sociedade”, afirma Wesley da Rocha, um dos integrantes da Comissão.

Para a servidora Clarisse Gonçalves, que também participou da construção do Planejamento Estratégico, a iniciativa deixa um importante legado para a secretaria não apenas por dar um norte à gestão, mas por promover uma visão sistêmica da pasta para os servidores. “A par da missão, visão e dos valores da secretaria, eu acredito que cada servidor está mais ciente do todo que é a Casa Civil e de como ele pode contribuir com seu trabalho para que possamos alcançar os resultados propostos. Isso gera mais eficiência no dia a dia”, afirma Clarisse.

Detalhes

Entre os objetivos estratégicos definidos pelo planejamento, estão previstos a criação de um portal de consulta e o estímulo à participação social na elaboração e gestão normativa, a adoção de mecanismos de revisão, simplificação e racionalização do arcabouço legal, a criação de medidas para facilitar o acesso ao ordenamento jurídico e a implementação projetos e ações de inovação apoiados na tecnologia de informação em legislação.

De acordo com o documento a missão da Casa Civil é definida como “ser presente no assessoramento técnico-institucional ao Chefe do Executivo tanto na produção de atos administrativos e normativos quanto no monitoramento dos impactos por eles produzidos, durante a sua elaboração e a sua vigência”. A atuação da pasta também é direcionada para “servir de facilitadora na efetiva participação social e na formulação e na implementação de políticas públicas”.

 Já entre os valores da pasta, o plano cita inovação, excelência, ética e transparência. O planejamento elenca também 16 objetivos estratégicos a serem adotados, além de perspectivas e diretrizes organizadas em eixos prioritários para a secretaria. “É um documento que reflete profundamente sobre todas as atividades da Casa Civil, seu papel na administração estadual e na sociedade e seu futuro enquanto instituição”, destacou Renato Meneses.