Acesse o Diário Oficial do Estado

Acessar

Governo prepara sete hospitais de campanha no interior

Rede garantirá a abertura de cerca de 800 novos leitos distribuídos nas cidades de Anápolis, Águas Lindas, Formosa, Luziânia, Itumbiara, Jataí e Porangatu

Leitos de enfermaria em hospital de campanha

Alinhado e atento às regulamentações da Organização Mundial da Saúde (OMS), e preocupado com a ausência de uma rede de saúde regionalizada para atender a população, especialmente nos municípios mais carentes do Estado, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO), está preparando sete hospitais de campanha para atender com exclusividade os pacientes de Covid-19 no interior goiano.

“A quarentena é uma realidade, e não temos estruturas hospitalares adequadas em muitas regiões do Estado. Precisamos nos aparelhar rapidamente, e cada vez mais, para podermos receber as pessoas que venham a ser contaminadas”, destacou o governador Ronaldo Caiado em entrevista nesta semana. Ao todo, esta rede provisória implementada pelo Governo de Goiás irá garantir a abertura de cerca de 800 novos leitos distribuídos nos municípios de Anápolis, Águas Lindas, Formosa, Luziânia, Itumbiara, Jataí e Porangatu.

Uma destas novas unidades para atuar na frente de combate à Covid-19 é o hospital de campanha, no município de Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal, com 10 mil metros quadrados, que já está sendo estruturado pela SES-GO com apoio da Prefeitura e também dos Ministérios da Saúde e de Infraestrutura.

A construção foi anunciada na última terça-feira, dia 31, pelo governador Ronaldo Caiado, após sinalização positiva em conversa com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “O prefeito Hildo do Candango já providenciou a terraplanagem. Também já conversei com o ministro Tarcísio de Freitas [Infraestrutura] e devemos ter o hospital o mais rápido possível”, detalhou Caiado em live nesta quarta-feira, dia 01, transmitida em sua conta pelo Facebook, onde aproveitou para reforçar o alerta: “Aos que puderem, evitem ir à Brasília neste momento”.

Ainda na região do Entorno do DF, o Hospital Municipal de Formosa já passava pelo processo de estadualização e, a partir de agora, contará com pelo menos 60 leitos exclusivos para enfrentamento à pandemia, além de outros 80 leitos em Luziânia, todos destinados à assistência de pacientes da Covid-19. Com mais de 1,2 milhão de goianos, a região desperta especial preocupação do governador Ronaldo Caiado, uma vez que grande parte da população é carente e precisa se deslocar até Brasília para trabalhar, cidade que já tem uma incidência alarmante da doença.

Norte a Sul

Na região Norte, o Hospital Municipal de Porangatu já recebe ajustes e contará com o apoio da SES-GO para ser referência para o enfrentamento à pandemia. O local terá cerca de 50 leitos destinados exclusivamente para pacientes da Covid-19.

Já no Sul do Estado, a Secretaria de Saúde já prepara 200 leitos no Hospital e Maternidade São Marcos, em Itumbiara. No Sudoeste goiano, o Hospital das Clínicas de Jataí, que também já estava em processo de estadualização, contará com cerca 100 leitos para pacientes de coronavírus e terá uma ala específica para casos graves.

Em Anápolis, o Centro de Convenções está sendo preparado para abrigar uma estrutura que servirá como Hospital de Campanha, que deve contar com cerca de 300 leitos. Construído em um terreno plano e coberto de 13.450 metros quadrados, o local foi escolhido por permitir um bom fluxo de atendimento, além de já contar com parte elétrica, água e esgoto.

 O secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, estima que todas as estruturas devem estar prontas para funcionar em cerca de 30 dias e vão ser somar aos esforços do Estado no combate à pandemia. O primeiro Hospital de Campanha de Goiás em pleno funcionamento é o Hospital do Servidor do Ipasgo, transformado em unidade exclusiva para pacientes de coronavírus, com 200 leitos. A unidade está localizada em Goiânia.